Poesia

Por que conto

Escrever não é tarefa simples, ainda que alguns o façam com aparente facilidade. Falo, obviamente, da escrita que tem sua qualidade não apenas no conteúdo, mas também na forma. Cada escritor dirá o motivo por que escreve, cada um contará de seu processo, cada um busca um objetivo, mesmo que este seja nenhum. E, assim, essa estranha arte de combinar códigos, que nós mesmos inventamos e reinventamos, e compor palavras e frases, passeia na nossa existência, encantando uns, orientando outros e permanecendo desconhecido para outros tantos.

Eu ainda busco os motivos que me fazem escrever. Não saberia dizer ao certo o que busco, por que faço. Tenho sim, apenas mais questionamentos ante tudo aquilo que brota da minha mente e se materializa em palavras. “interrogar as palavras é o destino de quem escreve” já disse o mestre Saramago, citado por mim em outro momento neste mesmo espaço. Não é simples, não é fácil e, na maioria das vezes, não é nem mesmo prazeroso. Mas é o que faço, é o que gosto e é onde eu me encontro e, de alguma maneira, faz sentido.

Este texto é apenas um prefácio do que pretendo produzir nas próximas postagens. Ruminei este preâmbulo por toda a semana. Escrevi e o reescrevi na minha mente por milhares de vezes, com outras milhares de palavras. Busquei assuntos, imaginei elementos que pudessem auxiliar o raciocínio, mas, no fim, percebi que buscava, eu mesmo, um motivo, uma explicação, uma satisfação para escrever. Explico: diante de tanta informação que o mundo virtual e também a realidade contemporânea nos apresenta, parece que nada mais precisa ser dito, para tudo basta uma busca no Google. Aquele texto literalmente parido nas entranhas de uma angústia qualquer pode ser facilmente destruído por algum outro indivíduo, normalmente mais jovem, mas que conhece profundamente o assunto, cita diversos teóricos, leu vários livros e pode falar a respeito do que foi dito com muito mais propriedade.

Enfim, darei à prosa mais espaço neste blogue. Não quero mais ser eu a dizer o que digo, não quero mais expor tão desprotegida, a minha cara a tapa. Quero dar vida às personagens, ser apenas uma fagulha, deixando ao incêndio, o mérito pelo estrago. Por favor, não me imaginem covarde, até por que não é minha intenção encerrar os artigos. Como disse no começo, não sei por que escrever, não sei dizer ao certo o que espero. Apenas sei as motivações que borbulham aqui dentro e que, como pássaros numa gaiola, esperam ser libertas.

Anúncios
Padrão

5 comentários sobre “Por que conto

  1. feliz por sua volta, feliz por poder ler novas palavras, versos, prosas e que venham outros tantos.
    twitter é bom mas um tanto claustrofóbico ñ acha? confesso q ainda ñ aprendi a usar, isso sim é vergonhoso, rs
    p.s. “covardia” pelo contrário aqui vejo o tamanho de sua coragem e o quanto eis talentoso 🙂

  2. Tayza disse:

    E aew, Bruno!

    Já faz algum tempo que sinto que preciso “aderir” aos Blogs. Tenho tanta coisa pra falar, sob tantos aspectos… Quando falo, as pessoas me escutam, causo influência, modifico opiniões, ou apenas ensino a repeitar a minha.
    Mas sempre me faltou o “objetivo”. Pra que vou escrever? Sobre o que? Não posso fazer um misto louco de idéias, porque no final das contas, objetivo nenhum será alcançado, e tudo o que fiz será em vão…
    Até que me surgiu uma idéia louca. Um motivo pra escrever… ainda não sei bem como será formatado, que tipo de texto colocar… Mas achei uma razão. Já até fiz o blog… Não tem nada escrito ainda… ainda.
    Quer saber sobre o que é? Bom, pra bom entendedor, lhe deixarei o título apenas: “Não mais eu…”

  3. Thams disse:

    Escrever é uma tarefa árdua. Mas eu acho-a incrivelmente prazerosa. Muitas vezes é o que me liberta. Se é que posso dizer isso de algo que não seja Cristo…

    Só um porém, continue dando a cara a tapa!

    Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s