Poesia

Minha maior loucura

Imagem

Não foi…

Não foi andar a beira do precipício
Tendo medo de altura

E tantas outras tolices
Para provar minha bravura.

Não foi colocar o pé na estrada
Em busca de aventura

Pra depois assumir a todos
O meu medo da sepultura.

Não, não foi…

Não foi conjugar num mesmo ser
A dureza e a ternura

E ainda por conta disso
Magoar tanta doçura.

Nem experimentar a paixão
Ao limite da fissura,

Ou dispensar com desprezo
O que tanta gente procura.

Não, não foi…

Não foi pensar que o amor
Fosse feito para ventura,

Ou batalhar a justiça
Onde só a maldade figura.

Não foi ver um mundo lindo
A partir de minha amargura,

Nem ingenuamente crer
Que minha poesia fosse pura.

Não, não foi.

Minha grande desventura
Foi acreditar na cura.

Desejar a sanidade
Foi minha maior loucura.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s